Diagnóstico e avaliação da gravidade de um distúrbio de condução

Caso clínico de monitorização prolongada com PoIP

Poip 0 17391 Article rating: 5.0

Paciente do sexo masculino, 48 anos, assintomático, refere há 2 anos ter sido detectado uma arritmia, em check-up empresarial, realizado anualmente. ECG com ritmo sinusal e BAV de primeiro grau. Nessa época, Holter de 24 hs mostrou período de BAV de segundo grau tipo Wenckebach, com ciclos variando de 5:4 a 2:1, nos períodos de sono e descanso.

Monitorização prolongada com o PoIP identifica arritmia

Método mostra resultado que outros não identificaram

Poip 0 20336 Article rating: No rating

Paciente de 55 anos, italiano, sofreu um AVC há 6 meses, na Itália. Teve recuperação plena sem sequelas (apenas imagem hipodensa à TC de crânio). Não tabagista, não diabético, esportista, com hipertensão arterial leve controlada.Holter de 24 hs, ecocardiograma e teste ergométrico sem alterações. Recebeu diagnóstico de AVC criogênico e prescrição de AAS.

Voltou a cidade de Belo Horizonte/MG, onde trabalha e procurou uma segunda opinião sobre seu caso. (continua...)

 

RSS
1234